Conhea a Associo Clube do Carro Antigo do BrasilLogin




Gordon Keeble. O Cupê esportivo desafiava até o Ferrari 330 GT dos anos 60

Gordon Keeble. O Cupê esportivo desafiava até o Ferrari 330 GT dos anos 60

Feito a partir do projeto dos engenheiros Jim Keeble e John Gordon, o Gordon Keeble GT foi mostrado pela primeira vez ao público, no Salão de Genebra (Suíça) de 1960. Com linhas traçadas pelo então jovem desenhista Giorgetto Guigiaro, que tinha apenas 21 anos e trabalhava no estúdio Bertone, o cupê britânico era fabricado em um hangar em Southampton (Inglaterra). O modelo vinha com alguns componentes usados em aviões, como  a carroceria de fibra de vidro e o console central almofadado cheio de botões e instrumentos.

O interior requintado incluía equipamentos como vidros elétricos, bancos de couro com largos apoios laterais, cintos de três pontos e volante com aro de madeira e raios metálicos. Como um legítimo cupê 2+2, havia espaço suficiente para dois adultos da frente e duas crianças atrás, que viajavam com o deleite de ouvir músicas em som estéreo, outro item de série. Detalhe interessante eram as saídas de ar feitas de PVC, idênticas às usadas em aviões de luxo dos anos 60.

Gordon Keeble A partir de 1964 começava a ser vendida a versão definitiva do esportivo que veio para tentar tirar a soberania dos modelos italianos e alemães. Testado pela renomada revista britânica Autocar & Motor, o Gordon Keeble GT recebeu vários elogios e foi considerado pelo então campeão em Le Mans, Paul Frere, um dos modelos com melhor desempenho e estabilidade. Com 150 kg a menos que o concorrente italiano Iso Rivolta, o carro era capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e de atingir 227 km/h. Outro número impressionante era a velocidade máxima em primeira marcha: 113 km/h.

Para alimentar o motor V8 5.4 de 300 cavalos, acoplado ao câmbio manual de quatro marchas da Borg-Warner, dois tanques de combustível foram instalados na traseira. Os freios a disco nas quatro rodas (fabricados pela Lucas Girling) tinham duplo circuito e dois cilindros- mestres para garantir frenagens seguras. A suspensão seguia o padrão dos esportivos de prestígio, com braços oscilantes, molas helicoidais e eixo traseiro do tipo de Dion.

Gordon Keeble Infelizmente o sonho dos dois engenheiros ingleses durou pouco. O custo de produção do esportivo inglês era maior que o preço vendido ao público, o que levou a fábrica à falência em 1968. Mesmo depois da tentativa de retomar a produção, apenas 104 modelos foram fabricados. Segundo informações fornecidas por clubes de proprietários, 90 unidades do Gordon Keeble GT ainda continuam rodando em diferentes partes do mundo.

Publicado em: 2/8/2010
Fonte: carsale.com.br

Compartilhe com seus amigos:

Voltar para Página Anterior:

460





Ônibus para Locação
Ônibus para Locação


Mercado Livre




Associe-se
Rede de Benefícios


Anuncie Grátis

Área do Anunciante
Classificados
Eventos
Notícias
Eventos CCA
CCA na Mídia
Dúvidas e Sugestões
Veículos para Locação
Veículos Antigos Roubados
Indique

Facebook Clube do Carro Antigo

Siga-nos no Twitter

Volkswagen, 1600, Primeira Versão, 1969, Bege
Chevrolet, Monza, SLE Sedan, 1986, Cinza
Mercedes Benz, 560 Sl, 1988, Vermelha
Chevrolet, Camaro, RS 1972, 1972, Negro Y Amarillo

Locação de veiculos antigos para eventos, publicidade, fotografia








----------------

Logos dos Apoiadores