Conhea a Associo Clube do Carro Antigo do BrasilLogin




O tempo de Tempra

O tempo de Tempra

"Aqui é o meu país. Na lua, na invernada..." Sob o som desta música de Ivan Lins surgia um elegante sedan cortando as estradas no meio de uma montanha. Suas linhas eram modernas, um pouco retas demais, e representavam um passo importante para a Fiat: o ingresso no segmento de carros "luxuosos", pelo menos naquela época.
 
Tempra
O Tempra era um passo à frente em relação ao Uno, que fazia mais sucesso a cada dia com a família toda: Fiorino, Elba e o sedan Premio. E o público queria mais. Era o tempo de Tempra. E o novo tempo trazia um estilo único: capô que ocultava os limpadores, portas elegantes com 90 graus de abertura, vidros rentes à carroceria, dianteira moderna e traseira encurtada, alta e igualmente imponente.
 
Tempra  
O carro foi apresentado em novembro de 1991. Diferente de outros carros derivados de modelos antigos, como o próprio Uno (um 147 evoluído), o Tempra tinha um conjunto totalmente novo e sem referências em relação a outros carros da Fiat. A exceção era sua grade, no mesmo padrão dos outros carros da marca, com as quatro linhas diagonais.

Tempra
O espaço interno só lembrava, de longe, o Uno. O Tempra era completo, com espaço interno para cinco pessoas, posição elevada de dirigir, e banco com regulagem de altura, travamento central e rádio toca fitas. Estava disponível na versão Ouro (top de linha), que incluía acabamento que imitava madeira, e também a básica, que seria a prata, embora nunca tivesse recebido oficialmente essa denominação.

Tempra
O motor era o 2.0 litros de 99 cv, de concepção antiga e com um defeito grave: tinha carburador, um ponto negativo diante dos seus concorrentes: Monza e Kadett, já equipados com injeção. Para um carro moderno na aparência, era preciso oferecer mais. O câmbio, no entanto, era bem melhor que o do Uno, com engates mais suaves, porém de relação longa, mais apropriada para viagens do que sob o trânsito pesado.

Tempra
Em março de 1993 chegava um motor mais moderno, 2,0 litros de 16 válvulas e 127 cv, notável evolução. Com isso chegava aos 200 Km/h com rapidez e acelerava de 0-100 Km/h em 9,8 segundos. O Tempra Ouro trazia até bancos elétricos revestidos em couro, freio ABS e retrovisor fotocrômico. No final de 1994 chegaria o Tempra 2,0 litros com injeção eletrônica e turbocompressor com 165 cv. 
 
Tempra  
Dentro de casa a linha crescia. Já tinha carros modernos, como o Tipo com injeção eletrônica, que vendia muito bem entre os hatches médios, e o Tempra não evoluía no mesmo ritmo que seus rivais. Em 1996, as linhas arredondadas do Palio fizeram o Tempra parecer carro de tiozão.

Tempra
O Tempra teve ainda uma versão perua, que chegou tarde e, apesar do estilo já um pouco ultrapassado, tinha inovações como painel digital em dois "andares". Mesmo com excelente conjunto e desempenho, o carro foi injustiçado pelo mercado e rapidamente caiu no esquecimento. Com o passar dos anos, o Tempra seria injustiçado, com alta desvalorização no mercado, fruto da incorreta estratégia da marca: as peças importadas eram muito caras, o que dificultava sua manutenção. Quando sua fabricação parou, rapidamente os estoques de peças nacionalizadas também caíram, e muitos donos ficaram insatisfeitos.

Tempra
O carro começou a envelhecer mesmo em 1997, diante de concorrentes bem mais modernos e bonitos como o Vectra, Mondeo e até mesmo o Passat alemão. Em 1998 ,a Fiat remodelou o Tempra, antecipando a dianteira que viria com o Marea, um carro bem mais moderno que o sucedeu, nas trilhas, estradas e veias que vão, do céu ao coração.

Tempra

Publicado em: 19/6/2011
Fonte: Autoshow.uol.com.br

Compartilhe com seus amigos:

Voltar para Página Anterior:

298





Ônibus para Locação
Ônibus para Locação


Mercado Livre




Associe-se
Rede de Benefícios


Anuncie Grátis

Área do Anunciante
Classificados
Eventos
Notícias
Eventos CCA
CCA na Mídia
Dúvidas e Sugestões
Veículos para Locação
Veículos Antigos Roubados
Indique

Facebook Clube do Carro Antigo

Siga-nos no Twitter

Chevrolet, Monza, SLE Sedan, 1986, Cinza
Volkswagen, 1600, Primeira Versão, 1969, Bege
Mercedes Benz, 560 Sl, 1988, Vermelha
Chevrolet, Camaro, RS 1972, 1972, Negro Y Amarillo

Locação de veiculos antigos para eventos, publicidade, fotografia








----------------

Logos dos Apoiadores