Conhea a Associo Clube do Carro Antigo do BrasilLogin




Maverick GT: o puro-sangue da Ford

Maverick GT: o puro-sangue da Ford

Existem coisas na vida que acontecem por acaso e que acabam dando certo. A história desse raro Maverick GT V8, de 1979, é um bom exemplo. Esse carro foi um presente que uma empresária de Franca (SP) recebeu do marido. Mas, logo se separou dele, motivo suficiente para querer se desfazer do carro, que a fazia lembrar do dito cujo.Então, o GT foi deixado de lado por quase uma década até que o filho dessa senhora resolveu oferecê-lo para alguém que cuidasse bem dele. Por sorte, o atual dono foi o escolhido. Fã da marca Ford e com de outros Mavericks na garagem, ele conserva o carro como novo por saber o que tem nas mãos. Uma das 177 unidades da versão GT fabricadas em 1979, ano em que saiu de linha. E mais do que iss um dos 43 carros equipados com motor V8 nesse ano, já que os demais tinham o bem menos empolgante 2.3, de quatro cilindros. 

Maverick GT

Se você quiser comprar um Maverick GT original e bem conservado, como o que aparece nas fotos, vai ter dificuldades. Primeiro para encontrar algum. E vai se assustar com o preço, nunca abaixo de R$ 40 mil. Esse Ford está longe de ter sido um sucesso no mercado brasileiro, mas nessa versão esportiva sempre foi bem aceita. A falta de espaço e o consumo acima da média prejudicaram as outras versões, mas na GT não eram problema. Como é um cupê, o apelo esportivo da versão V8 serviu como aliado.Mas era caro e tinha a forte concorrência do Opala SS. Para se diferenciar, a marca do oval azul resolveu oferecer, a partir de 1975, um kit com carburador quadrijet e comandos de válvulas mais esportivos para os GT V8. O problema é que a questão do custo foi mais uma vez uma barreira para as vendas do carro deslancharem. Por isso apenas alguns endinheirados e versões de competição receberam o tal kit. 

Maverick GT

No GT, o motor de 302 pol³ de cilindrada (ou 5.0 litros) rende 135 cavalos líquidos e está acoplado a um câmbio manual de quatro marchas com alavanca no assoalho. Essa potência é suficiente para atingir 180 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em 11 segundos, números animadores para um modelo nacional dos anos 70. Não resta dúvida que, apesar de não ter os mesmos recursos dos esportivos modernos, dirigir esse cupê esportivo é bem divertido. Arranca rápido, com ajuda da tração traseira. O som borbulhante do V8 enche os ouvidos e faz o sangue correr mais rápido pelas veias. O que também ajuda a compor um clima de competição são os detalhes do interior, como o pequeno conta-giros apoiado na coluna de direção e os bancos de couro.

Maverick GT

Por fora, a combinação da cor da lataria com partes em preto fosco é um charme do carro, assim como as entradas de ar falsas no capô, detalhe introduzido a partir da linha 77, que deixava de ter as travas externas.   Nas pistas, o cupê da Ford fez sucesso, vencendo várias provas nos anos 70 disputadas ao lado dos temidos Opalas de seis cilindros. Mas os Mavericks preparados tinha 450 cavalos e conseguiam atingir 240 km/h no final da reta dos boxes em Interlagos, velocidade superior a que os rivais da GM. Tanta potência foi conseguida com uma série de modificações, inclusive o uso de cabeçotes de alumínio, os mesmos usados no lendário Ford GT 40 de competição. Além da força, o carro também era bastante equilibrado nas curvas. De fato, a vocação do Maverick era mesmo o apelo esportivo, o que fez da versão um GT um sonho de consumo até hoje, ao contrário das demais,fadadas ao ostracismo.   

Publicado em: 15/11/2010
Fonte: Carmagazine.uol.com.br

Compartilhe com seus amigos:

Voltar para Página Anterior:

221





Ônibus para Locação
Ônibus para Locação


Mercado Livre




Associe-se
Rede de Benefícios


Anuncie Grátis

Área do Anunciante
Classificados
Eventos
Notícias
Eventos CCA
CCA na Mídia
Dúvidas e Sugestões
Veículos para Locação
Veículos Antigos Roubados
Indique

Facebook Clube do Carro Antigo

Siga-nos no Twitter

Chevrolet, Monza, SLE Sedan, 1986, Cinza
Volkswagen, 1600, Primeira Versão, 1969, Bege
Mercedes Benz, 560 Sl, 1988, Vermelha
Chevrolet, Camaro, RS 1972, 1972, Negro Y Amarillo

Locação de veiculos antigos para eventos, publicidade, fotografia








----------------

Logos dos Apoiadores